Notícias



Hospital Santa Teresa recebe Prêmio Ambiental





O Hospital Santa Teresa (HST-ACSC), em sua gestão de resíduos, tem procurado identificar maneiras de aproveitar materiais que podem ser reutilizados ou reciclados. Por muitas vezes essa iniciativa se torna inviável economicamente, já que os recicladores estão localizados em outros estados. Buscando uma alternativa de contribuir para o Meio Ambiente e ainda promover uma ação social para a Comunidade, o HST criou junto ao Colégio Santa Catarina o projeto: Reutilização de Mantas SMS em projeto social, através do reaproveitamento de tecidos não contaminados do hospital, no Curso de Costura Básica Industrial do colégio. A ação foi apresentada à Divisão de Meio Ambiente do Centro de Vigilância Sanitária SAMA/CVS, da Secretaria de Saúde de São Paulo, que na última semana premiou o HST com o prêmio "Amigo do Meio Ambiente" na categoria destaque. A ACSC - Associação Congregação de Santa Catarina inscreveu 07 trabalhos, sendo que dois deles foram premiados na categoria destaque, o primeiro deles o trabalho apresentado pelo HST. Os outros quatro receberam o premio de Menção honrosa. A premiação ocorreu em São Paulo no Dia 1º de setembro, Dia Instituído pelo Papa Francisco como o Dia Mundial de Orações pelo cuidado com o planeta.


Dentre os projetos de preservação ambiental apresentados por 93 instituições participantes no Seminário Hospitais Saudáveis, promovido pela SAMA/CVS, o projeto do Hospital Santa Teresa ficou entre os 15 melhores de todo o Brasil. Para a analista ambiental Adélia Di Buriasco, da Tresi Ambiental, a reutilização das mantas de SMS só foi possível após uma série de estudos e análises de reaproveitamento.

 

"As mantas SMS (ou TNT - tecido não tecido) são utilizadas para embalar as caixas de instrumentais cirúrgicos estéreis do Centro Cirúrgico e por serem feitas de polipropileno e resina plástica, são passíveis de esterilização. Essas mantas não entram em contato com material biológico, não sendo classificadas como resíduos perigosos e eram destinadas como resíduo comum. Mesmo assim, foram criados procedimentos para garantir a conformidade perante os órgãos de controle sanitário e ambiental, com instruções detalhadas que asseguram a ausência de risco de contaminação biológica no material doado.", explicou a Analista da Tresi Ambiental.


O Curso de Costura Básica Industrial, ministrado pelo Colégio Santa Catarina, que assim como o HST, pertence à Associação Congregação de Santa Catarina, é um dos mais tradicionais da cidade na formação de costureiras. O Diretor Executivo do HST, Ribamar Antunes Pereira, comentou que as mantas são reaproveitadas no curso em forro de bolsas, embalagem de presentes, painéis escolares, dentre outros.  "Inspiramos-nos no conceito de sustentabilidade - em que fatores ambientais, sociais e econômicos são tratados simultaneamente e com base nos valores da Associação Congregação de Santa Catarina, o HST além da sua atuação na área da saúde em prol da sociedade Petropolitana, vem também dedicando seus esforços no legado que ficará para as futuras gerações. Buscamos a conscientização de que um mundo melhor se faz necessário com o compromisso de cada indivíduo e das instituições geradoras de resíduos, em promover a responsabilidade de uma gestão de resíduos consciente, e assim contribuir não só para a nossa economia como também para o meio ambiente.", finaliza Ribamar Antunes Pereira.


Fonte: Diário de Petrópolis
Diário de Petrópolis - Prêmio Amigo do Meio Ambiente


webTexto é um sistema online da Calepino
Marcos Criação